PHOTÍNIA – REBENTOS AVERMELHADOS E BRILHANTES

Depois de quatro artigos a referenciar e elogiar flores, talvez pela escassez delas no período de inverno, altura mais “depressiva” a nível de cor no jardim, faz todo o sentido, falarmos de outras que nos conquistam, de forma mais simples e duradoura pela folha.

Esta escolha da Photínia, será por certo a mais óbvia, tendo em conta a forma como esta espécie tem dominado e proliferado nos nossos jardins, mas a verdade é que a sua beleza, seja isolada ou em sebe, é inegável.

Planta de folha verde escura, persistente, originária da Ásia e América do Norte, apresenta porte arbustivo, mais usual, mas também poderá tomar forma arbórea.

Espécie resistente e de crescimento rápido, apresenta floração composta de cor branca, mas a sua “mais valia”, está sem dúvida nos rebentos avermelhados e brilhantes que emite.
É nesta altura do ano, que os apontamentos de cor trazem o contraste necessário à dinâmica do jardim, e a Photínia em maciço ou isolada contribui de forma impar.

Mais uma excelente opção para o nosso jardim, tendo em conta a sua capacidade crescimento, adaptação e tolerância na coabitação com outras espécies.

Aproveitem a terra…