FLORES DE DESTAQUE

O proverbio já diz que “não há fome sem fartura”, e a verdade é que após um período em que registávamos e contemplávamos qualquer que fosse a floração e o efeito que causava no jardim, agora o que não falta são flores.

A grande maioria das espécies, aproveita este período de conjugação de fatores climáticos ótimos, temperatura, humidade e fotoperiodismo, para se lançar na aventura da floração, e a verdade é que neste momento temos flores para todos os gostos e feitios.

Dentro desta quantidade e diversidade, gostava de realçar duas que pela simplicidade, resistência e cor, não passam despercebidas seja em que espaço for.

A Felicia amelloides apresenta porte pequeno e funciona bem em maciço, apresentando uma floração azul abundante. Pode ser utilizada em canteiros ou floreiras, é tolerante ao ensombramento e partilha bem o espaço com outras espécies.

O Solanum rantonnetii, pela sua forma arbustiva e desenvolvimento multicaule apresenta porte maior. As suas flores são roxo / azuladas com centro amarelo e a sua resistência permite-lhe tolerar bem espaços muito expostos e ser consociada com outras espécies em canteiros.

Ambas são pouco tolerantes ao frio, acabando por secar no período de inverno, mas a verdade é que com o aparecimento da primavera os rebentos surgem e o seu desenvolvimento é rápido.

Ambas podem dar um contributo importante para a cor e diversidade pretendida.

Aproveitem a terra…